Neste momento decisivo do Brasileirão e da Copa Libertadores, o Grêmio tem cinco jogadores no Departamento Médico. Para falar sobre a situação de cada atleta, o médico do clube, Márcio Dornelles concedeu entrevista coletiva nesta terça-feira.

Dornelles não quis dar prazo para o retorno dos jogadores. “A gente não tem uma definição de data, principalmente para as lesões musculares, depende dos sintomas, da evolução clínica de cada atleta”, explicou. Ele também comentou um pouco sobre a situação de cada um.

Léo Moura sentiu um desconforto na panturrilha esquerda, e esta semana já fará trabalho no campo. Bruno Cortez sofreu um trauma no tornozelo esquerdo. De acordo com o médico, o exames de imagem não apresentam sinais que preocupem.

Ramiro sofreu um entorse no treino da véspera da partida contra o Atlético Tucumán. Ele teve um rompimento no ligamento joelho direito. Marcelo Grohe se lesionou cobrando um tiro de meta que o tirou a partida contra o Bahia. A lesão é de grau um e não deve impedir o goleiro de enfrentar o River Plate. Já o atacante Everton teve uma lesão de grau dois na coxa direita e é dúvida para o primeiro jogo da semifinal da Libertadores.

Para Dornelles o número jogadores no Departamento Médico não preocupa em relação à preparação ou o tratamento que vem sendo realizado. “As lesões musculares são do futebol, por ser um esporte de contato, de frenagem, de potência muscular”, analisou.

 

Foto: Lucas Uebel/ Grêmio