Foram divulgados nesta terça (12) os resultados do Banrisul em 2018. O banco público aumentou o lucro líquido em 20,3%, chegando a R$1,09 bilhão, o maior da história e superior alguns dos principais bancos privados do país.

O presidente Luiz Gonzaga Vera Mota anunciou que o banco deve ampliar os investimentos em empreendimentos no Rio Grande do Sul. “Temos mais de R$ 2 bilhões no BNDES em linhas para repasse no estado. Há uma confiança para a retomada da economia, e o banco está preparado para esse momento. Estamos prospectando operações, à disposição para quem quer desenvolver-se aqui”, declarou

De acordo com o relatório apresentado, a carteira de crédito do banco cresceu 8,6%. A expansão é superior a média nacional, que ficou em 5,5%, de acordo com o Banco Central. Ainda segundo a sua diretoria, em 2018, o Banrisul injetou R$47,2 bilhões no Estado, através da concessão de crédito.

A inadimplência também não foi algo que preocupou a administração.  “Para cada real de inadimplência, temos três guardados. Isso nos dá segurança para seguir multiplicando a oferta de crédito”, pontuou Gonzaga. Ele ainda ressaltou o caráter público da instituição, que “não vive pelo lucro”.  “O banco distribui os ganhos para a sociedade. Compartilhamos com todos esses resultados”, destacou.

De acordo com o dirigente, a estatal é a maior financiadora de hospitais (aproximadamente R$900 milhões em 2018) e universidades (R$200 milhões) no Rio Rio Grande do Sul. Gonzaga ainda destacou que o banco é o maior doador do Funcriança, do Fundo do Idoso e do Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica (Pronon).

Foto: David Pires / Banrisul