O pedido do governo do Estado para prorrogar a retirada dos presos que, aguardam por vagas no sistema prisional, e estão em delegacias foi aceito pelo Tribunal de Justiça.

A decisão foi divulgada na terça-feira (14) e se refere ao pedido feito pela Defensoria Pública do Estado. O limite de 48 horas se encerraria às 10h, desta quarta-feira (15).

De acordo a Procuradoria-Geral do Estado (PGE), o prazo foi suspenso até uma reunião, que está marcada para o dia 23 de maio, entre Estado, Justiça e Defensoria Pública.

A decisão é restrita aos detentos que estão em carceragens de delegacias. Já para os novos casos de detenção, há o limite de cinco dia para a liberação do detento ao sistema prisional.

Para os presos que aguardavam em viaturas, o prazo encerrou às 10h desta terça. O governo defende que não houve descumprimento da norma. O Estado alega que os 71 detidos que constavam no pedido da Defensoria Pública já foram encaminhados para o sistema carcerário.

 

Foto: Shaly Zechlinski