O Ministério Público determinou o afastamento de dois secretários do município de Bagé, nesta terça-feira (9), na região da Campanha. A suspeita é que os secretários municipais do meio ambiente e de finanças tenham cometido fraude em licitações de coleta de lixo.

Os secretários ficarão afastados das funções por pelo menos 180 dias, de acordo com a Procuradoria de Prefeitos e o grupo de atuação de combate ao crime organizado. O Ministério Público Estadual identificou indícios de irregularidades nas contratações de coleta de resíduos sólidos da prefeitura de Bagé realizadas a partir de 2017.

A investigação aponta fracionamentos e pagamentos em duplicidade para beneficiar as empresas de três suspeitos. Um dos contratos irregulares teria sido feito para a prestação de serviço de coleta de resíduos sólidos, para uma empresa que não possuía experiência no ramo. Há suspeita, inclusive, de superfaturamento.

Nesta terça-feira, foram cumpridos mandados de busca e apreensão em residências, nas sedes das empresas investigadas e em quatro repartições municipais.

 

Foto: MP-RS/Divulgação