O Ministério Público cumpriu um mandado de busca e apreensão na casa de Roberto de Assis Moreira, irmão do jogador Ronaldinho Gaúcho, na manhã desta quarta-feira (21), em Porto Alegre. Foram apreendidos bens e veículos de luxo durante a ação.

A ordem do mandado é decorrente de uma multa não paga referente a crimes ambientais realizados durante a época de criação do Instituto Ronaldinho Gaúcho. Os envolvidos com o projeto são acusados de promoveram cortes de mata nativa, drenagens e movimentação de terras sem licença dos órgãos ambientais.

Durante o cumprimento do mandado, foram apreendidos três veículos de luxo e um quadro do pintor André Berardo. Além disso, diversos outros bens com valor econômico como televisores, mesas de snooker e pebolim também foram sequestrados pela ação.

 

Foto: Ministério Público/Divulgação