A Polícia Federal deflagrou a operação Caementa, que investiga um grupo empresarial por diversos crimes, na manhã desta quarta-feira (7). A ação contou com o apoio da Receita Federal, em treze cidades do Rio Grande do Sul, e em Camboriú, em Santa Catarina.

Lavagem de dinheiro, fraudes e corrupção e extorsão são alguns dos crimes supostamente praticados por empresários que atuam no segmento de produção de concreto, extração e comércio de areia e pedra.

O grupo estabelecido em Santa Maria, no centro do estado, teria sonegado tributos e contribuições sociais, desviado patrimônio das suas empresas endividadas, que se encontram em recuperação judicial, e ocultado os crimes por meio da criação de empreendimentos de fachada. São objetos da investigação 14 empresas controladas pelo grupo.

O valor do crédito constituído pela receita federal é de aproximadamente R$ 180 milhões.

A pedido da Polícia Federal foi decretada a indisponibilidade de um patrimônio inicialmente estimado em R$ 81 milhões. Mais de 150 Policiais Federais e 16 auditores fiscais cumpriram 37 mandados de busca e apreensão e oito mandados de prisão.

 

Foto: Polícia Federal/Divulgação