Nenhum local do Brasil teve inflação maior do que a Região Metropolitana de Porto Alegre em 2018. A Capital teve um acumulado de 4,62% do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Acima da média nacional, que ficou em 3,75%.

Os números foram divulgados nesta sexta-feira (11), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Os principais vilões foram as frutas, que subiram 46,15% e a energia elétrica, que registrou alta de 17,58%.

Na média brasileira, nenhum produto teve aumento maior que o do tomate, 71,76%. Já a farinha de mandioca e o café tiveram reduções de -13,26% e -8,22%, respectivamente.

Tanto o acumulado nacional, quanto a média nacional ficaram dentro da meta definida pelo Banco Central. O estipulado é 4,5%, com uma margem variável de 1,5% para mais ou para menos.

 

Foto: Reprodução