Podem fazer cara feia e até deixar o Palácio dos Festivais antes do final da premiação, mas queiram ou não, quem levou o Kikito de melhor longa metragem brasileiro foi ‘Pacarrete’. Marcélia Cartaxo deu um show com suas humildes palavras sobre o longa cearense e sobre todo o povo do Ceará. A atriz, que por um engano nos envelopes acabou sendo premiada antes como melhor em sua categoria. A atriz Thaila Ayala chamou pelo prêmio especial do júri e acabou anunciando Marcélia como melhor atriz. De perto dava para ver o descontentamento de Miguel Falabella quando a atriz subiu ao palco.

Não demorou muito até que os outros prêmios fossem entregues para o longa e aos poucos tudo foi se encaminhando para o final quando o elenco subiu ao palco para buscar o Kikito de melhor longa metragem brasileiro. O público aplaudiu durante muito tempo, ao terminar das palmas não se via mais muito atores e atrizes “globais” nem de ‘Hebe – A estrela do Brasil’ e de ‘Veneza’ nem se fala.

No fim das contas ‘Pacarrete’ tem muito mais para ensinar do que alguns estão realmente dispostos a aprender. E com isso fechamos nossa cobertura pelo site da RDCTV da 47ª edição do Festival de Cinema de Gramado. Segue a lista de vencedores desta edição.

Vencedores do 47º Festival de Cinema de Gramado

Longas Brasileiros

  • Melhor filme: “Pacarrete”, de Allan Deberton
  • Melhor direção: Allan Deberton, “Pacarrete”
  • Melhor ator: Paulo Miklos, em “O Homem Cordial”
  • Melhor atriz: Marcélia Cartaxo, em “Pacarrete”
  • Melhor roteiro: Allan Deberton, André Araújo, Natália Maia e Samuel Brasileiro, por “Pacarrete”
  • Melhor fotografia: Edu Rabin, por “Raia 4”
  • Melhor montagem: Joana Collier e Fernanda Krumel, por “Hebe”
  • Melhor trilha musical: Sascha Kratzer, por “O Homem Cordial”
  • Melhor direção de arte: Tulé Peake, por “Veneza”
  • Melhor atriz coadjuvante: Carol Castro, em “Veneza” e Soia Lira, em “Pacarrete”
  • Melhor ator coadjuvante: João Miguel, em “Pacarrete”
  • Melhor desenho de som: Rodrigo Ferrante e Cauê Custódio, por “Pacarrete”
  • Prêmio especial do júri: “30 Anos Blues”
  • Júri da crítica: “Raia 4”, de Emiliano Cunha
  • Melhor filme do júri popular: “Pacarrete”, de Allan Deberton

Longas estrangeiros

  • Melhor filme: “El Despertar de Las Hormigas”, de Antonella Sudasassi Furnis
  • Melhor direção: Juan Cáceres, por “Perro Bomba”
  • Melhor ator: Fernando Arze, em “Muralla”
  • Melhor atriz: Julieta Díaz, “La forma de las horas”
  • Melhor roteiro: Bernardo e Rafael Antonaccio, por “En el Pozo”
  • Melhor fotografia: Rafael Antonaccio, por “En el Pozo”
  • Prêmio especial do júri: Isabella Moscoso e Avril Alpizar, pelas atuações no filme “El Despertar de Las Hormigas”
  • Menção honrosa: direção de arte de “Dos Fridas”
  • Júri da crítica: “El Despertar de Las Hormigas”, de Antonella Sudasassi Furnis
  • Melhor filme júri popular: “Perro Bomba”, de Juan Cáceres