O número de prisões por violência contra mulher em Porto Alegre cresceu 375% neste ano em relação a 2020. Nos primeiros três meses de 2021, a Polícia Civil já cumpriu 38 prisões. No mesmo trimestre do ano passado, oito pessoas foram presas. As prisões estão ligadas a casos de descumprimento de medidas protetivas, tentativas de feminicídio, feminicídio, violência sexual e estupros.

Os dados são da 1ª Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) da capital.

Em relação às operações policiais, a Polícia Civil comandou seis operações em 2020, enquanto em 2021 foram sete ações de combate à violência doméstica e familiar contra a mulher.

A delegada Marina Dillenburg, coordenadora do Serviço de Plantão da Deam, afirma que foram realizados 2.057 atendimentos presenciais de orientação às vítimas e encaminhamento à rede de proteção e apoio. Neste período, foram lavrados 215 autos de prisão em flagrante.

A Polícia Civil ressalta que é possível efetuar denúncias pela delegacia online e pelo WhatsApp.

Como denunciar:

  • Delegacia online
  • Denúncia digital 181
  • Plantão 24h na 1ª Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) – Rua Professor Freitas e Castro, nº 720, Palácio da Polícia
  • WhatsApp Polícia Civil: (51) 98444.0606
  • Emergências: 190 (Brigada Militar)
  • Disque-Denúncia: 181

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Compartilhe essa notícia: