Diogo Barbosa, Edílson, Lucas Leiva e Bruno Alves não encaram Sampaio Corrêa. Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

O Grêmio terá quatro desfalques importantes para a próxima rodada. Na vitória diante do Sport, na noite de terça-feira (2), os laterais Edilson e Diogo Barbosa, o zagueiro Bruno Alves e o volante Lucas Leiva levaram o terceiro cartão amarelo e estão fora da partida contra o Sampaio Corrêa. O técnico Renato Portaluppi, após a partida, admitiu que as suspensões foram planejadas.

A logística do jogo, segundo Portaluppi, foi o motivo para o pedido: “já estava pronta. E eu não gostei. Mas não tem como mudar. Vamos ficar 10 dias sem jogar, mas na terça temos um jogo decisivo em casa. Pensei em queimar os cartões, limpar esses jogadores pendurados, porque temos uma viagem longa, a logística nada boa, e logo em seguida o CSA. De repente levo o grupo, pela logística canso ou perco um jogador importante para a volta, daqui a pouco estou com meio time e cansado”, revelou.

Além dos quatro jogadores, o Grêmio não poderá contar com Thaciano, que para pelos próximos 15 dias. Janderson e Campaz, no Departamento Médico, também seguem fora. Por outro lado, Villasanti retorna dos compromissos com a seleção paraguaia.

Como o tricolor tem nove dias até o próximo jogo, é possível que outros jogadores que estão no DM reapareçam na lista de relacionados. Ferreira, Nicolas e Kannemann serão avaliados durante a semana e podem viajar com a delegação para o Maranhão. Agora, com a “limpa”, apenas Campaz e Thiago Santos estão pendurados.

Compartilhe essa notícia: