Nino Paraíba foi apresentado em novembro do ano passado. Foto: Mourão Panda/América

O América anunciou, na noite de segunda-feira (15), que Nino Paraíba não faz mais parte do elenco. O jogador, citado em conversas de apostadores investigados na Operação Penalidade Máxima II, teve o seu contrato rescindido. O Coelho encara o Internacional nas oitavas de final da Copa do Brasil.

Nino Paraíba foi afastado do elenco no dia 9 de maio, logo após o Ministério Público de Goiás (MP-GO) anexar imagens de conversas com apostadores na investigação da Operação Penalidade Máxima II. De acordo com os documentos, o lateral-esquerdo ganharia para receber um cartão amarelo, quando ainda atuava pelo Ceará. O lateral-esquerdo foi amarelado aos nove minutos do segundo tempo na partida que terminou empatada por 1 a 1 contra o Cuiabá.

Até o momento, o jogador não está sendo investigado. Segundo o América, a decisão foi tomada pela direção do Clube que acatou o pedido de demissão do atleta. Nino Paraíba foi anunciado em 26 de novembro do ano passado e atuou em 18 jogos, sendo vice-campeão mineiro de 2023.

 

Compartilhe essa notícia: