Depois de 15 anos, uma das jóias do Grêmio retorna a Porto Alegre – com o intuito de não sair mais. No início da tarde desta segunda-feira (27), no auditório da Arena, Lucas Leiva foi apresentado oficialmente. Com a presença de Romildo Bolzan e Dênis Abrahão, o novo número 15 afirmou: “o momento chegou”.

As negociações foram abertas em fevereiro e, desde então, começou a saga para ter o retorno de Leiva. Jogador identificado, chegou ao Grêmio aos 15 anos, morou no Olímpico e sempre se mostrou identificado com o clube. Com essas características, Dênis ressaltou: “é a cara do Grêmio”.

Retorno

Antes de firmar o retorno ao tricolor, Lucas admitiu que conversou com jogadores e comissão técnica. Geromel, Roger e inclusive alguns torcedores próximos ao clube foram ouvidos pelo novo camisa 15 para ajudar na decisão e ter a segurança de estar em um lugar onde terá a certeza que conseguirá ajudar. “Eu planejei retornar ao Grêmio e eu espero não ter que sair mais do Grêmio. É o meu objetivo”, confirmou. O jogador disse que ainda não pensa em aposentadoria.

Mística e sentimento

“Até é difícil falar do Grêmio”, disse Lucas. Não é surpresa que o jogador sempre teve uma conexão com o time de Porto Alegre, mas para alguns, inclusive para o próprio, a ligação com o número 15. Além de ter sido o número escolhido, foi a idade que Lucas chegou ao time e a quantidade de anos após a saída do tricolor. Foi também a numeração utilizada no primeiro ano de profissional e a camisa que estava utilizando na Batalha dos Aflitos. “Já comecei a gostar ainda mais (…) Eu tenho certeza que esse numero vai se tornar ainda mais especial”, falou.

Posição em campo

Desde que deixou o Grêmio, o jogador atuou como primeiro volante por anos. Chegou a jogar como zagueiro, mas apenas como emergência. Entretanto, destaca que a posição pode variar de acordo com o esquema escolhido pelo treinador. “O meio campo seria a minha posição ideal”, confirmou.

O que o torcedor pode esperar

Exemplo de dedicação, profissionalismo e comprometimento: essas foram as palavras utilizadas por Leiva para responder a pergunta. Lucas disse que quer ser um espelho para os jogadores mais novos e citou Sandro Goiano e Tcheco, atletas que fizeram exatamente esse papel na vida dele. Além disso, revelou que quer ser um link positivo entre torcida e time e acredita que quando os dois se unem, é difícil dar errado: O Grêmio é muito mais forte quando tem essa união.

Série B

Apesar do momento delicado, o camisa 15 bateu bastante na tecla que veio para ajudar e esse é o seu objetivo. Admitiu que a competição não é fácil e que, este ano, tem clubes com grandes histórias e uma disputa competitiva. Lucas destacou a solidez do Grêmio e é preciso consolidar a vaga que, até o momento, tem no G-4. Uma batalha dos aflitos não vai ser necessária, brincou. Leiva entrou em campo pela última vez no final de maio e revelou que tem treinado sozinho. Como pode jogar a partir de 18 de julho, a tendência é que faça sua reestreia diante do Brusque, no dia 19.

Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Compartilhe essa notícia: