A torcida tricolor não gostou do que viu na partida desta segunda-feira (16) contra o Ituano. O primeiro tempo do Grêmio foi muito abaixo do que se espera do time e, apesar de ter sofrido o empate apenas no final, não ter saído com derrota foi visto como lucro.

Partidas assim começam a preocupar os torcedores. Como visitante, o tricolor possui um aproveitamento de 41,6% (uma vitória, dois empates e uma derrota), o que não seria tão ruim para jogos em que não atua em casa se não fossem os adversários. Tirando o Cruzeiro que está no G4, os resultados diante da Ponte Preta e o Ituano são considerados como pontos deixados pelo caminho, o que vai afastando o time do aproveitamento planejado de 60% na temporada.

Contra o Ituano, pior que o resultado foi o desempenho do time. Foram 18 finalizações dos paulistas, sendo 9 delas de dentro da área tricolor (mais que o número total de finalizações gremistas). Se Brenno e Geromel se destacaram pela defesa, no ataque tem muito pouco a se comentar, já que o Grêmio finalizou apenas 2 vezes ao gol adversário e não conseguiu criar nenhum contra-ataque efetivo na partida.

Para o próximo desafio, muita pressão em cima de Roger. O jogo contra o Criciúma será em casa, onde o comandante possui um aproveitamento de 66%. O número não chega a ser ruim, mas ainda no planejamento tricolor a expectativa é de que seja maior, justamente para compensar eventuais tropeços como mandante. 

Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Compartilhe essa notícia: