Treinador permanece no cargo apesar da derrota por 2 a 0 para o América-MG, a quarta consecutiva na temporada. Foto: Reprodução/Inter TV

Mesmo com a derrota por 2 a 0 para o time alternativo do América-MG, a quarta consecutiva na temporada, Mano Menezes seguirá no cargo de técnico do Internacional para o clássico Gre-Nal do próximo domingo (18). De acordo com o próprio treinador, essa decisão foi tomada após uma conversa no vestiário do Independência, em Belo Horizonte, que atrasou a entrevista coletiva.

“A demora se deveu à necessidade de termos uma conversa muito clara, entre todos nós, para a continuidade do trabalho e a crença de que nós mesmos podemos resolver o problema em que nos metemos. Era fundamental que, olho no olho, tivéssemos uma postura de grupo, que está passando por uma dificuldade extrema”, revelou Mano.

Solicitado para dar mais detalhes sobre esta conversa, o treinador se recusou. Porém, deu indicativo do que aconteceu: “se não sentisse algo positivo, não estaria aqui falando como treinador do Internacional”, foi sua última frase na entrevista coletiva.

Posteriormente, o presidente Alessandro Barcellos também se manifestou sobre a reunião, que segundo ele vai gerar mudanças, mas não de nomes. “Em alguns casos nunca é bom fazer essas avaliações de cabeça quente, mas hoje era preciso. Tínhamos que aproveitar esse momento de indignação de todos nós, com essa necessidade que nós temos de mudar, de postura e de atitude”, comentou.

Compartilhe essa notícia: