O futebol feminino do Rio Grande do Sul tem nova casa! A RDCTV e a Federação Gaúcha de Futebol assinaram nesta terça-feira (03) o contrato para a transmissão do Campeonato Gaúcho 2019. A primeira transmissão será do clássico Gre-Nal, ainda em setembro.

Seis equipes lutam pelo título, além da dupla Gre-Nal, Brasil de Farroupilha, Sport Club Oriente (Canoas), Atlântico, Associação Esportiva João Emílio estão na disputa. Os times se enfrentam em turno e returno, os quatro melhores se enfrentam em semifinal e final.

Na RDCTV, o público poderá acompanhar todas as rodadas e a grande decisão, que será disputada em jogo único, em Ijuí. As transmissões serão simultâneas pela NET-RS, nos canais 24 e 524, aqui, pelo nosso site, e pelas plataformas digitais.

A valorização da modalidade não é novidade para a emissora. Semanalmente, Guilherme Paaz comanda o QEsporte, programa pioneiro na cobertura e análise do futebol feminino. O apresentador comemorou o resultado dos esforços pela visibilidade da modalidade. “É um sonho que se realiza. Há mais de um ano, o trabalho é incansável. Podem ter certeza que o Brasil vai se surpreender com essas gurias”, apostou.

O CEO da RDCTV, Márcio Irion, destacou que com a transmissão, novamente, a emissora cumpre a sua missão de valorizar o estado. “Somos a única emissora capaz de dedicar todo o tempo necessário para cobrir grandes eventos do Rio Grande do Sul. Está no nosso DNA, é a nossa essência. Temos uma grade própria, voltada para mostrar o talento dos gaúchos”, destacou.

Já o diretor comercial e de marketing da emissora, Joel Queiroz, ressaltou a grande possibilidade que representa a transmissão do campeonato. “A gente já viu retorno que dá. A Copa do Mundo é um exemplo. E é uma questão realmente de acreditar. E da mesma forma que as entidades que coordenam o esporte acreditam, e os meios de comunicação acreditaram. A gente acredita e tem certeza que o Gauchão vai ser um sucesso”, declarou.

Em breve, a emissora vai divulgar mais detalhes sobre a cobertura e a transmissão do Campeonato Gaúcho de 2019.