O Athletico-PR acabou com o sonho do Palmeiras na noite de terça-feira (06). O empate em 2 a 2 rendeu ao Furacão uma vaga na final da Libertadores. Essa é a quarta na carreira de Felipão e a segunda na história do time.

Na primeira partida do confronto, o Athletico venceu o Palmeiras em casa pelo placar de 1 a 0. Com vantagem, o Furacão até saiu atrás no placar, mas buscou o empate que rendeu a vaga para a final da Libertadores. Essa é a segunda na história do time, que disputou a taça em 2005, contra o São Paulo e terminou como vice-campeão.

Felipão, com a façanha, se tornou o técnico brasileiro com mais finais de Libertadores na conta – quatro. Em 1995, foi campeão com o Grêmio, em 1999, com o Palmeiras, em 2000, foi vice com o Verdão e agora, em 2022, pode levantar mais uma vez a taça.

Desde que chegou ao Athletico, Felipão colocou o time em outro patamar. Foram 33 jogos no comando, com 18 vitórias, 10 empates e apenas cinco derrotas. Na Série A, o Furacão saiu da 13ª posição para a 6ª, com 42 pontos, nove atrás do líder Palmeiras.

Confira os números de Felipão no comando:

  • 33 jogos
  • 18 vitórias
  • 5 derrotas
  • 64,6% de aproveitamento
  • 50 gols marcados
  • 30 gols sofridos

Agora, o Furacão aguarda o vencedor do confronto entre Flamengo e Vélez Sarsfield para descobrir o seu adversário. Na primeira partida, o time carioca venceu por 4 a 0 e já encaminhou a vaga para a final de Libertadores. O jogo ocorre na noite desta quarta-feira (07), às 21h30, no Maracaña.

Foto: José Tramontin/athletico.com.br

Compartilhe essa notícia: