Após a eliminação na Copa do Brasil, a resposta tricolor foi imediata. O Grêmio encarou o Cruzeiro em Minas Gerais, pelo Campeonato Brasileiro, e não tomou conhecimento do time de Rogério Ceni, vitória por 4×1, para superar de vez qualquer resquício da derrota para o Athlético.

Antes que o relógio marcasse 20 minutos do primeiro tempo, o placar já apontava vantagem para o tricolor, e com um golaço. Galhardo recebeu na direita e cruzou rasteiro, Diego Tardelli recebeu livre e, de letra, venceu o goleiro Fábio.

Em crise, os donos da casa tentaram responder, mas erraram muito. O Grêmio não perdoou. Thiago Neves errou, a bola ficou com Alisson que arrancou e tocou para Everton. O Cebolinha devolveu para Alisson que chutou cruzado para ampliar.

O Cruzeiro ainda conseguiu descontar na primeira etapa. o árbitro deu pênalti de Michel em Henrique. Fred cobrou e converteu. No final do primeiro tempo, os dois times deram espaços, mas o placar permaneceu 2×1 para o Grêmio até o intervalo.

Precisando reverter o marcador, os mineiros tentaram agredir o time de Renato e permitiram os contra-ataques do Grêmio. E foi justamente assim que Everton aumentou a vantagem. David Braz, roubou a bola e tocou para Matheus Henrique. O meia encontrou o Cebolinha que cortou o zagueiro e bateu forte, sem chances para o goleiro.

E foi Everton quem fechou o placar. Ele recebeu a bola na frente da área e com o domínio, deu uma meia-lua em Léo. Na sequência, tocou no canto de Fábio e correu para comemorar.

Com a vitória, o Grêmio somou 25 pontos e alcançou a décima posição na tabela de classificação do Brasileirão, dois pontos a mais que o Botafogo, que joga em casa contra o Atlético-MG. No próximo domingo, 15 de setembro, aniversário do Tricolor, o adversário será o Goiás, na Arena.

 

Foto: Lucas Uebel/ Grêmio