O Grêmio mais uma vez não conseguiu superar o adversário e perdeu por 1×0 para o Fortaleza, nesta quarta-feira, no Castelão. Com o resultado, o tricolor, que está há 5 jogos sem vencer, continua estacionado no Z4, na 19ª posição com 23 pontos. O placar foi negativo para além das 4 linhas, no pós-jogo, o até então vice de futebol, Marcos Hermann, anunciou sua saída do clube.

No primeiro tempo, a equipe entrou marcando em cima do oponente, conseguindo trancar o ataque. O time tentou com Jean Pyerre e Alisson, duas vezes, mas sem efetividade. Na segunda etapa, Ferreira e Alisson tentaram, mas aos 33’/2T, Pikachu marcou o gol da vitória do Fortaleza. 

Mesmo com a postura mais ofensiva proposta pelo técnico Thiago Gomes, em uma partida com maior volume de jogo do que as últimas ainda com Felipão, a atuação não foi o suficiente para ao menos diminuir a crise. Na entrevista coletiva, Hermann comunicou sua demissão à imprensa e torcedores.

“Neste momento, eu sou demissionário do cargo de vice-presidente de futebol. É importante que a gente dê uma oxigenada, agora vem uma nova comissão técnica.Enfim, é importante que a gente respire ares novos, crie novos fatos e toque a vida adiante.”

O ex-dirigente também pediu desculpas pela campanha feita pelo Grêmio e agradeceu aos jogadores, comissão técnica e presidente Romildo pela recepção e trabalho com todos. Além de pedir o apoio da torcida, Hermann ainda declarou acreditar ser possível reverter a situação do time, pois de acordo com ele, faltam 14 jogos e apenas cinco pontos para sair do Z4.

“O clube tem condições de superar esse momento difícil. é fundamental o apoio da nossa torcida. Nós já vimos isso em outras situações e a torcida foi fundamental. É hora de alento.”, concluiu.

Já para o técnico Thiago Gomes avaliou positivamente o primeiro tempo gremista, e assumiu as dificuldades da segunda etapa, e ressaltou também os desfalques que teve que administrar.

“Realmente foi um jogo muito desgastante pela forma como o Fortaleza joga. Criamos a estratégia de dois atacantes de velocidade e dois alas rápidos. Fizemos um bom primeiro tempo. Mas jogar aqui é muito difícil, um clima abafado e quente.”

Sobre continuar como treinador ou sobre um novo nome para o cargo, o interino revelou ainda não ter sido comunicado sobre o assunto, e que irá começar a preparação para o jogo contra o Juventude, no domingo, às 18h15, na Arena.

 

Crédito foto: Lucas Uebel/Grêmio

Compartilhe essa notícia: