A principal preocupação do Grêmio até aqui na Série B do Campeonato Brasileiro é o sistema ofensivo. Se por um lado o tricolor detém a melhor defesa da competição, com apenas 4 gols sofridos em 12 jogos, o ataque é um dos piores, com apenas 9 tentos. É uma média de 0.8 gol por jogo. Em outras palavras: em média, a equipe de Roger Machado precisa de duas horas de bola rolando para balançar as redes.

O ataque do Grêmio só não é o pior da Série B porque 7 equipes dividem esta condição, com apenas 8 gols marcados. São elas Sport, CRB, CSA, Ponte Preta, Chapecoense, Guarani e Vila Nova.

Contra o Sport, na última segunda-feira, o Grêmio chegou ao 7º jogo, dos 12 disputados até aqui, em que não fez gol. O tricolor também não conseguiu vazar as defesas de Ponte Preta, Chapecoense, Cruzeiro, Criciúma, Vila Nova e Vasco da Gama.

Dos 9 gols do Grêmio na competição, 5 foram de Diego Souza, que foi ausência na Arena Pernambuco. O baixo aproveitamento dos demais atacantes preocupa: Elkeson ainda não balançou as redes na Série B, e Elias, que já marcou duas vezes, tem desperdiçado oportunidades claras – já foram 4 ao longo da competição.

Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

 

Compartilhe essa notícia: