Após suspensão por 90 dias, as oito torcidas organizadas da dupla Gre-Nal poderão retornar aos estádios. Isso porque a medida foi revogada na segunda-feira. A decisão foi do juiz Marco Aurélio Martins Xavier.

De acordo com a Justiça, a decisão foi revogada visando a reafirmação da busca pela paz nos estádios firmada entre os torcedores, clubes e órgãos públicos. Protocolos preventivos serão organizados pelo Ministério Público para que os atos vistos nos Gre-Nais desse ano não se repitam.

A decisão impedia as organizadas de utilizarem materiais próprios como camisas, bandeiras, instrumentos musicais ou qualquer item de identificação. Além disso, a medida previa a não utilização dos setores normalmente ocupados pelas torcidas.

Relembre os casos

Foram oito torcidas organizadas punidas com a suspensão por 90 dias. Do lado do tricolor, a Geral do Grêmio, Torcida Jovem, Garra Tricolor e Rasta do Grêmio foram suspensas devido a cantos considerados racistas durante o Gre-Nal da primeira fase do Gauchão, no Beira-Rio. Na ocasião, o Inter venceu por 1 a 0.

Pelo lado do colorado, a Super Fico, Nação Independente, Força Feminina e Camisa 12 foram atingidas. Elas foram punidas após o arremesso de rojões e sinalizadores no segundo Gre-Nal das semifinais, quando o Inter venceu por 1 a 0 na Arena.

Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Compartilhe essa notícia: