A goleada por 4 a 0 sofrida para o Inter, que marcou o quinto jogo sem vitória na Série A do Campeonato Brasileiro, não será suficiente para promover a saída de profissionais do Juventude. Pelo menos foi o que garantiu o executivo de futebol Michel Alves e o próprio técnico Umbero Louzer, que descartou pedir demissão.

A presença de alguns garotos da base em detrimento a alguns atletas mais experientes, como Yuri, William Matheus e Ricardo Bueno, foi algo que chamou atenção entre os relacionados no Beira-Rio. No entanto, Michel Alves afirmou que esses jogadores seguem nos planos do clube. “O Juventude não afastou nenhum atleta. Não existe isso. Os atletas que não estiveram hoje foi por uma opção do comando técnico. Não existe grupo afastado, absolutamente nada disso”, revelou.

Quanto à comissão técnica, apesar da frustração e da indignação com o resultado, o executivo de futebol não vê com bons olhos uma mudança. “Ficar toda hora mudando, pensar numa mudança de comando, acho que não é o caminho. O resultado é muito ruim, mas a gente acompanha o dia a dia, a disposição, o comprometimento da comissão”, avaliou Michel.

Por sua vez, Umberto não pedirá demissão. “Quanto a largar, não farei, não é do meu perfil. Vou continuar trabalhando, entregando meu melhor e buscando ajudar o clube a conquistar vitórias”, disse o treinador, que tem apenas 21% de aproveitamento no comando alviverde, com 1 vitória, 4 empates e 6 derrotas em 11 jogos.

Foto: Reprodução/Juventude TV

Compartilhe essa notícia: