A torcida gremista está empolgada com a recente contratação de Diego Tardelli. O atacante chegou a Porto Alegre no início da tarde desta quarta-feira (13) e foi recebido com uma grande festa no aeroporto. Semelhante a recepção da torcida colorada na chegada de Paolo Guerrero, em agosto do ano passado.

Mesmo chegando em 2018, Guerrero acabou virando um reforço para 2019, por conta da suspensão que só permite a sua volta aos gramados em abril. A RDC TV quer saber a sua opinião, quem é melhor: Diego Tardelli ou Paolo Guerrero?

Retrospecto recente

O novo reforço do Grêmio vem da China. Desde 2015 Tardelli defendia o Shandong Luneng. A última temporada foi a melhor do atacante pelo clube. Em 90 jogos, ele marcou 49 gols e deu 23 assistências.

Já o centroavante colorado não atua desde 29 de julho de 2018, quando entrou no segundo tempo da vitória de 4×1 do Flamengo sobre o Sport, pelo Campeonato Brasileiro. Seu último gol foi pela Seleção Peruana, o segundo da vitória de 2X0 sobre a Austrália, na Copa do Mundo da Rússia.

Passagens pela seleção

Tardelli foi convocado pela primeira vez em 2009, para o amistoso contra a Estônia. Entre amistosos e jogos válidos pelas Eliminatórias para a Copa, o atacante disputou 14 partidas com a Amarelinha e balançou as redes três vezes. Duas delas no Super Clássico da Américas de 2014, quando o Brasil venceu a Argentina por 2×0.

Guerrero estrou pela Seleção Peruana em 2004, e foi artilheiro da Copa América 2011, com cinco gols. Em 2015, repetiu o feito, com um gol a menos. Com 32 gols, em 81 jogos, o colorado é o maior goleador da história de seleção de seu país. Ele é o capitão peruano desde 2016.

Títulos e gols

Foram poucos os clubes pelos quais Diego Tardelli passou e não levantou taças. Em 2005 estava no grupo do São Paulo que venceu a Libertadores e o Mundial. Também conquistou a principal competição da América com o Atlético Mineiro. Seu currículo ainda ostenta quatro títulos nacionais conquistados com São Paulo, PSV Eindhoven, Atlético- MG e Al-Gharafa. Com a camisa do galo, ainda foi o artilheiro do Brasileirão de 2009. Ao longo da carreira, o atacante jogou 561 partidas e marcou 185 gols.

Guerrero também ostenta uma trajetória vitoriosa. Foi dele o gol que deu o Mundial de 2012 ao Corinthians, na final contra o Chelsea. Com o Timão, ainda venceu a Recopa de 2013. No Bayern de Munique foram quatro títulos nacionais. Em 2015, foi um dos 39 indicados para o prêmio de Melhor do Mundo da Fifa, o primeiro peruano a aparecer na lista. Com 35 anos, Guerrero disputou 524 jogos e balançou as redes 210 vezes.

Escolha o melhor:

Fotos: Sina/Divulgação e Gilvan de Souza / Flamengo