Técnico gremista garantiu que as negociações, inclusive para sua permanência, só andarão depois da eleição para a presidência do clube. Foto: Reprodução/Grêmio TV

Mesmo que o Grêmio ainda tenha um jogo por fazer na temporada, nesta quinta-feira, às 20 horas, contra o Brusque, o foco do tricolor já está em 2023. Na véspera da partida, o técnico Renato Portaluppi concedeu entrevista coletiva e revelou que já conversou com alguns jogadores para trazer para o clube no ano que vem, apesar do próprio treinador aguardar a eleição presidencial para definir sua renovação de contrato.

“Para qualquer presidente que ganhar, eu penso na frente. Já tenho uma lista de jogadores, inclusive com quem eu já falei. E eles só virão para o Grêmio se eu estiver aqui. Agora, vamos trazer? Dia 12 vamos ter um presidente, aí vou sentar com ele”, afirmou Renato. Segundo o técnico gremista, as conversas foram com “5 ou 6 jogadores”, que “o próprio torcedor vai gostar”.

Renato explicou que sua lista tem atletas de diferentes patamares. “Eu monto o grupo com o dinheiro que o clube tem. Eu tenho opção A, B e C muitas vezes. Eu não posso chegar no supermercado e querer comprar Filé Mignon com R$ 10,00. No futebol é a mesma coisa”, ponderou.

O ídolo gremista também defendeu que o treinador deve ter protagonismo na montagem do grupo, porque se as coisas derem errado “é a cabeça dele que vai rolar”. Ao mesmo tempo, voltou a ressaltar a importância de terem pessoas que entendam de futebol no clube para trabalharem com ele, ocasionando uma “junção de forças”.

Compartilhe essa notícia: