Rio Grande do Sul garantiu a taça da competição em 2023. Foto: Luiz Cândido/Luz Press

Depois de conquistar o título em 2019 (2020 e 2021 não foi realizada em função da pandemia), os gaúchos voltaram a comemorar mais uma importante vitória na principal competição de tênis entre federações do país. A competição foi realizada Praia Clube, em Uberlândia (MG).

A equipe do Rio Grande do Sul iniciou a terça-feira (25) na segunda posição, mas garantiu vaga em quatro finais: 14 anos feminino, 16 anos masculino e feminino, além dos 18 anos feminino, assumindo a liderança isolada com 88 pontos. Na classificação geral, o Rio Grande do Sul somou 100 pontos, seguido pelas Federações Paulista e Paranaense que somaram 86 cada.

No total, 531 tenistas de 19 federações representando 18 estados e mais o Distrito Federal disputaram a competição no Praia Clube, em Uberlândia (MG).

“Estamos muito orgulhosos com a vitória da equipe gaúcha na mais prestigiada competição entre Estados do tênis nacional. Trata-se de um êxito espetacular que, sem desprestígio dos importantes talentos individuais, só se mostrou possível pelo formidável trabalho coletivo que envolveu treinadores, pais, dirigentes e, por certo, os atletas”, comemora o presidente da Federação Gaúcha de Tênis, Eduardo Peña.

A Copa das Federações é disputada nos mesmos moldes da Copa Davis. Categorias: 9 e 10 anos (sem contar pontos na classificação geral) 12, 14, 16 e 18 anos, masculino e feminino, sendo dois jogos de simples e um de duplas. Pelo regulamento da competição, o campeão de cada categoria soma 20 pontos, o vice-campeão 16, o terceiro colocado 12 e o quarto dez pontos.

Compartilhe essa notícia: