Uma das peças fundamentais para o Internacional chegou nesta temporada. Mesmo há pouco tempo no colorado, Wanderson tem sido titular incontestável no time de Mano Menezes. Já no Peru, para enfrentar o Melgar na quinta-feira (04), o atacante relembra a vitória histórica diante do Colo-Colo e relata: “foi um aprendizado”

O primeiro confronto contra o Melgar, além de contar com uma viagem longa até Arequipa, terá o desafio da altitude – 2.300 metros. Além disso, os peruanos tem uma forte sequência em casa e, em seus domínios, eliminou o Racing na fase de grupos, e o Deportivo Cali, nas oitavas. Wanderson ressalta que o grupo está muito focado para o confronto e acredita que a partida contra o Atlético-MG pode ajudar no duelo. “Se a gente colocar a qualidade com a intensidade que a gente teve nesse jogo (Atlético-MG) eu acho que vai ser muito difícil sermos derrotados”, disse o atacante.

Nas oitavas, o caminho do Internacional não foi fácil. Precisou reverter um placar de 2 a 0, que levou no Chile, contra o Colo-Colo. No Beira-Rio, com o apoio da torcida, o Inter aplicou um 4 a 1 e passou para a próxima fase. “Contra o Colo-Colo foi bem difícil. Nem sempre acontece essas coisas de sair fora de casa, perder e conseguir reverter o resultado dentro de casa. Para nós, isso foi um aprendizado e eu acho que a gente tem que levar isso para o jogo contra o Melgar”, relembra Wanderson.

Confira os números de Wanderson:

  •  17 jogos  
  • 6 gols  
  • 18 passes decisivos  
  • 85% acerto no passe
  •  19 chutes (15 no gol)
  •  79% pontaria no chute
  •  3.2 chutes p/ marcar gol
  •  28/46 dribles certos (61%)

Depois de chegar ao Peru, o Internacional treinou na capital Lima e viaja nesta quarta-feira (03) para Arequipa, onde enfrentará o Melgar. Para a partida, Mano conta com os retornos de Alan Patrick e Taison. Os colorados entram em campo a partir das 19h15 de quinta-feira em busca de uma vantagem no jogo de ida das quartas de final da Sul-Americana.

Foto: Ricardo Duarte/SC Internacional

Compartilhe essa notícia: