Uma mulher foi detida pelo crime de furto de energia elétrica na área de concessão da Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE), durante operação integrada realizada na noite dessa quarta-feira, 11, no Centro Histórico da Capital. Ela foi conduzida à 2ª Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA). A ação teve objetivo de fiscalizar alvarás de funcionamento, normas de segurança e verificar denúncias de tráfico e prostituição em pontos comerciais localizados na área central de Porto Alegre.
Agentes da Ronda Ostensiva Municipal (Romu), grupo operacional da Guarda Municipal, do 9º Batalhão da Brigada Militar, do Corpo de Bombeiros e fiscais da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SMDE) participaram da operação que vistoriou dois estabelecimentos.
Segundo os agentes, o primeiro local, situado na rua Pinto Bandeira, onde foi efetuada a prisão da mulher, também foi notificado pela SMDE e pelos Bombeiros por não possuir alvará de acordo com as normas legais. O segundo estabelecimento, na rua Senhor dos Passos, também foi notificado pela SMDE para adequação no alvará de funcionamento, e pelo Corpo de Bombeiros para ajustes na área de acesso interno e questões elétricas.
Nos dois locais da operação, a Brigada Militar lavrou termo circunstanciado por posse de entorpecentes e identificou cerca de 60 pessoas que encontravam-se nos estabelecimentos.

Conforme o secretário municipal de Segurança, Rafael Oliveira, as ações integradas têm o objetivo de fiscalizar estabelecimentos que não atuam de acordo com as normas legais. “O município, dentro da sua competência legal, atua em operações integradas fiscalizando estes locais, visando a combater a exploração de prostituição, tráfico de drogas, e até mesmo captura de foragidos, por isso a segurança pública realiza a fiscalização e prevenção nesses locais”, afirma.

Foto: SMSEG / PMPA