A prefeitura começa nesta quinta-feira (18), as obras para a instalação de barreiras de concreto no corredor de ônibus da avenida Protásio Alves. Serão 814 unidades, no trecho entre o Hospital de Clínicas e o Colégio Santa Inês, totalizando 1635 metros. No total, seis estações com uma média de 250 metros de extensão cada receberão o serviço.

A primeira a receber as barreiras de concreto será a estação próxima ao Hospital das Clínicas e servirá como teste para realização dos serviços que devem ocorrer sempre de quinta a domingo. A previsão de conclusão para essa primeira etapa é no domingo (21). A Secretaria Municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana (Smim) informa que caso seja constatado grande impacto no trânsito, os dias de trabalho serão reprogramados.

“A equipe técnica da secretaria organizou o cronograma inicial de forma que a mobilidade urbana nas regiões das obras tenha o menor impacto possível, utilizando os finais de semana. Caso a interferência no trânsito tenha muito impacto, os dias serão replanejados”, destaca o secretário de Infraestrutura e Mobilidade Urbana, Marcelo Gazen.

A previsão  é de aproximadamente três meses para a instalação nas seis estações. As barreiras “new jersey” são feitas de concreto de alta resistência a colisões e tem como principal função a separação dos corredores do fluxo de tráfego, garantindo maior segurança aos passageiros no trânsito e nas estações. Durante a execução, os terminais em obras não funcionarão.

A remobilização da obra e o início dos trabalhos pela Construtura Gripeng Ltda se dá após a publicação de termo aditivo de prazo no Diário Oficial de Porto Alegre, na última sexta-feira, 12. A obra já teve o valor pago de R$ 522.612,29. No total, 98% dos trabalhos das obras do corredor da avenida Protásio Alves já foram executados.

Reportagem: PMPA

Foto: Joel Vargas / Arquivo PMPA