Dois engenheiros foram presos em São Paulo, na manhã desta terça (29), suspeitos de fraudar os laudos técnicos da Vale, e autorizando as operações na barragem da Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho.

A operação conjunta entre a Polícia Federal, Ministério Público Federal, Ministérios Públicos, polícias militares e civis de Minas Gerais e São Paulo também apreendeu documentos em Nova Lima, em sedes de empresas e casas de pessoas ligadas à Vale.

Em seu site, a Vale informou que está colaborando com as investigações. Veja a nota da empresa na íntegra:

“Referente aos mandados cumpridos nesta manhã, a Vale informa que está colaborando plenamente com as autoridades. A Vale permanecerá contribuindo com as investigações para a apuração dos fatos, juntamente com o apoio incondicional às famílias atingidas.”

Outras três pessoas foram presas na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Os mandados de prisão temporária têm validade por 30 dias.