O governador Eduardo Leite apresentou à imprensa o balanço de 100 dias de governo nesta manhã (9). A sabatina foi acompanhada por cerca 30 jornalistas convidados.

Entre os assuntos, o chefe do executivo destacou que aguarda a aprovação na Assembleia Legislativa do Projeto de Emenda Constitucional, que pede o fim de exigência de plebiscitos para a privatização de estatais.

O governador também falou sobre o Programa RS Parcerias, que pretende alavancar as Parcerias Público Privadas (PPPs), como o edital para o parque zoológico de Sapucaia e concessão da rodoviária de Porto Alegre.

Outro assunto em destaque foram as tratativas para estender o pagamento de dividas com precatórios, que hoje chega a R$ 15 bilhões. O prazo final, atualmente, seria para 2024, mas o governo pretende estender até 2028.

O governador ainda fala que não adianta só esticar o prazo, mas também a forma como vai ser feito o pagamento, que é preciso parcelar.

O déficit anual do Rio Grande do Sul chega a R$ 12 bilhões. Um dos pontos mais tocados por Leite, foi a adesão ao regime de recuperação fiscal.

Com isso, cerca de R$ 15 bilhões de devem permanecer no caixa do Estado em seis anos. Além de permitir a contratação de novos empréstimos nacionais e internacionais.