A 3ª Divisão do Exército, de Santa Maria, abriu uma chamada pública para a compra de alimentos. A previsão é que sejam investidos R$2,6 milhões na aquisição de frutas, legumes, bebidas lácteas, temperos, farinhas, doce de frutas, leite em pó e integral.

Os negócios serão realizados por meio da Modalidade Compra Institucional do Programa de Aquisição (PAA), que autoriza órgãos da administração pública federal, estadual e municipal a comprar produtos da agricultura familiar, desde que seja com recursos próprios. Serão adquiridos 32 itens de alimentos para as refeições dos militares.

Nesta modalidade, cada agricultor pode vender seus produtos com um limite de R$20 mil, por ano para cada órgão. O teto para cooperativas e associações é maior, R$6 milhões por ano, desde que o limite individual não seja ultrapassado.

De acordo com a legislação, no mínimo 30% dos alimentos comprados para abastecer os órgãos federais devem ser produtos da agricultura familiar.

 

Foto: Rafael Zart/ Divulgação