Espaços vão receber mais de um programa

A partir do dia dois de julho, o povo gaúcho vai assistir uma programação diversificada, com o início das transmissões da Rede Digital de Comunicação, a RDC TV.

A missão do veículo é contribuir com o desenvolvimento socioeconômico do nosso Estado, levando informação e entretenimento de alta qualidade aos gaúchos. São mais de trinta produções na grade de programação. A TV conta com cinco estúdios, de onde vão ser transmitidos os programas, em uma área de 1,2 mil metros quadrados. Um dos destaques é o estúdio gourmet, de onde vão ser feitos os programas de culinária Café da Manhã e Gourmets na TV, além de programas especiais. O espaço tem todos os aparatos que um chef de cozinha precisa. Segundo Adrianne Motta, arquiteta responsável pelo projeto, o local foi pensado para múltiplos programas. “Pensamos em equipá-lo com os mais variados itens, como um fogão campeiro com churrasqueira – para gravar programas tradicionalistas -, geladeira, forno e microondas gourmet, fogão, coifa, bancada de pedra entre outros eletrodomésticos. O projeto foi pensado para agradarmos a todos”, afirma.

Adrianne destaca ainda que os outros estúdios, assim como o gourmet, também são funcionais, na medida em que os cenários podem ser trocados com agilidade, de acordo com a peculiaridade de cada programa. “No espaço do estúdio de esportes, por exemplo, três programas vão ser feitos. Então, tivemos que usar uma espécie de trilhos para que as paredes possam ser mudadas facilmente. Basicamente, todos os estúdios são funcionais”, pontua.

Outro destaque no projeto, segundo Adrianne, é que cada canto ao longo dos 1,2 mil metros de área da RDC TV, pode ser utilizado para gravações. “A redação é um desses espaços. Lá, terá um jardim suspenso, que vai fazer fundo para os banheiros; colocamos um papel de parede na sala de reuniões para deixar o ambiente descontraído e ser mais um fundo de gravação. Vai ser legal ter outros espaços além dos cenários dos programas”, avalia.

A RDC TV entra no ar no dia dois de julho para 100% das regiões de cobertura da NET no Estado, e conta com uma grade de programação que valoriza a produção de conteúdo local nas áreas de Economia, Política, Esportes, Variedades, Saúde, Agrobusiness, Tecnologia, Inovação e Empreendedorismo. A proposta é conectar o Rio Grande ao mundo por meio das plataformas digitais.