O Dia Internacional da Mulher marcou o registro do primeiro feminicídio na capital em 2019. Por volta das 20h desta quinta-feira (07), um casal alugou um quarto em um motel na avenida Farrapos, na região central da cidade. Duas horas depois, o homem saiu sozinho.

Já na tarde desta sexta-feira (08), o responsável pelo estabelecimento estranhou a demora da mulher em deixar o quarto. Quando foi verificar, encontrou o seu corpo no chão do banheiro.

De acordo com a delegada Carolina Terres, da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher, a apuração inicial aponta para feminicídio indireto. “Ao que tudo indica, eles não tinham vínculos, foi um caso de prostituição e ela foi morta por um menosprezo à sua condição de mulher”, explicou a delegada.

A vítima apresentava laceração craniana e a polícia acredita que ela tenha sido morta a pancadas com a tampa da caixa de descarga do vaso sanitário. Apesar da violência, Carolina afirma que o local não apresentava sinais de luta corporal.

O corpo foi encaminhado à perícia para verificar se existem restos de pele sob as unhas. O laudo deve ser apresentado na próxima semana.

No local não foram encontrados documentos da mulher. A Polícia Civil busca por imagens de câmeras, que possam identificar o autor do crime.

 

Foto: Manuella Veiga/ RDCTV