Uma viagem em busca de uma oportunidade de emprego resultou no desaparecimento de Vinícius Tendero Nunes, de 28 anos. Horas antes, por volta das 19h, o gaúcho saiu de Tramandaí com destino a Santa Catarina.

Para chegar lá, Vinícius utilizou um aplicativo de carona. Segundo a empresa responsável pela ferramenta, o motorista informou que o rapaz desceu do veículo em São José (SC) à 0h28. Sete minutos antes, ele havia feito um contato com uma amiga, o último que se tem registro.

Ao motorista, o rapaz disse que encontraria familiares na cidade. Já sua mãe, Letícia Tenderos afirma que a família não possui parentes em São José, mas alguns amigos. “Estão todos empenhados, nos ajudando muito. Ligando para hospitais, procurando por ele”, explicou Letícia.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Gravataí, município em que moram os pais de Vinícius. O rapaz, no entanto, estava vivendo em Tramandaí. Em dezembro, trabalhando como motorista de aplicativo, ele sofreu um acidente, que o forçou a mudar de emprego.

Já em janeiro, começou a trabalhar instalando antenas de TV por assinatura no litoral, até receber uma proposta para trabalhar no estado vizinho, o que motivou a sua viagem.

Letícia afirma que o filho está fragilizado por conta de uma hérnia. “Ele tinha que operar, mas tem um trauma de quando teve apendicite”. A mãe também lembra que além da marca característica da cirurgia de apêndice, Vinícius também tem uma tatuagem, o pezinho do filho no lado esquerdo do peito.

A DHPP não informa detalhes da investigação, mas pede que qualquer informação que possa auxiliar na localização de Vinícius, entre em contato através do Whatsapp (51) 98608 8876 ou pelo telefone (51) 3945 2741.

 

Foto: Arquivo Pessoal