A secretária interina de saúde de Estância Velha, no Vale dos Sinos, foi presa na manhã desta terça-feira (14), na Operação Anamnese da Polícia Civil. Na ação, outras cinco pessoas também foram detidas.

Os envolvidos são suspeitos de fraudes na saúde. A empresa contratada pela prefeitura do município realizava exames como raio X, ecografia, ressonância e tomografia. Só que os testes autorizados por médicos que atendem pelo SUS não teriam sido realizados e ainda eram cobrados.

Só a prefeitura de Estância Velha pagou, em 12 meses, R$ 450 mil e mais de 1 milhão e 300 mil, no ano seguinte para a terceirizada.

Entre os investigados que têm mandado de prisão decretada estão a secretária interina da saúde, Eloíse Gernhardt, o secretário licenciado, Mauri Martinelli, e uma ex-titular da pasta, Ana Paula Macedo.

A justiça também decretou a prisão do ex-dono e de funcionários da empresa investigada. São apurados crimes de corrupção ativa e passiva, fraude licitatória e associação criminosa.

Além de Estância Velha, foram cumpridos mandados de prisão e de busca e apreensão em mais quatro cidades: Novo Hamburgo, São Leopoldo, Dois Irmãos e Mostardas.

 

Foto: Divulgação Polícia Civil