Após apresentar instabilidade no primeiro dia, na última terça-feira (22), o site do Sistema de Ingresso Unificado (Sisu) novamente apresentou problemas e o espaço para inscrições por vezes chegou a ficar fora do ar na tarde de hoje.

Em nota, publicada ontem, o Ministério da Educação publicou que já tomou as medidas necessárias para resolver o problema, e sugere que os estudantes que tiverem dificuldades para acessar atualizam a página de inscrição antes de preencher os dados.

Por email, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela aplicação do Enem, informou que mais de 94% doas participantes da prova já acessaram os seus resultados.

Confira a nota publicada pelo MEC:

Comunicado do MEC – Sisu

O Ministério da Educação adotou todas as medidas para resolver a lentidão no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) registrada hoje, dia 22, no primeiro dia de acesso dos estudantes. A recomendação da área técnica do MEC é que o estudante com dificuldade de acesso atualize a página de inscrição antes de preencher os dados.

A instabilidade foi causada por um grande volume de acessos espontâneos na rede do MEC. O sistema, que nas edições anteriores, recebia de 25 a 30 mil acessos simultâneos, registrou hoje picos de até 350 mil acessos simultâneos.

Uma novidade testada nesta edição do Sisu foi a divulgação da nota de corte para todos os cursos em quatro momentos (7h, 12h, 17h30 e 20h). No sistema anterior, a divulgação dos resultados se limitava a um horário (meia-noite), a partir do segundo dia de inscrição.

A divulgação em quatro horários se repetirá até sexta-feira, dia 25. A divulgação da nota de corte à meia-noite será mantida até quinta-feira, dia 24.

Assessoria de Comunicação Social

E o email que a RDC TV recebeu do Inep:

Mais de 94% dos participantes do Enem 2018 habilitados ao Sisu já acessaram seus resultados

Noventa e quatro por cento dos 3,5 milhões de participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 que podem se inscrever no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2019 acessaram seus resultados individuais com sucesso. Ao meio dia desta quarta-feira, 23 de janeiro, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) registrou o acesso de 3,3 milhões de participantes que atendem aos requisitos. Podem concorrer ao Sisu apenas participantes concluintes ou egressos do Ensino Médio que não zeraram a redação. Treineiros e participantes com redação nota zero não têm direito a se candidatar a uma vaga.

Nesta terça-feira, 22 de janeiro, o Ministério da Educação (MEC) abriu as inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2019. É pelo Sisu, e com base nos resultados individuais do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que as instituições públicas de Educação Superior de todo o Brasil “selecionam” seus futuros calouros. Em 2018, 4,1 milhões de pessoas fizeram o Enem, mas apenas 3,5 milhões terão a oportunidade de tentar uma vaga entre 22 e 25 de janeiro. Para o primeiro semestre, o Sisu 2019 oferece 235.476 vagas, em 129 instituições. Os números são de conhecimento público. O que pouca gente conhece é o caminho percorrido por essa nota, do Enem ao Sisu. O assunto foi um dos temas da série de minidocumentários Enem Bastidores – Episódio 5 – O resultado.

Do Enem ao Sisu – Os resultados do Enem podem ser utilizados como mecanismo único, alternativo ou complementar para acesso à educação superior desde que exista adesão da IES às políticas públicas de acesso à educação superior geridas pelo MEC. A utilização dos resultados individuais para seleção, classificação ou premiação não é responsabilidade do Inep. Cabe à autarquia realizar o Enem. Uma vez que a nota do Exame é calculada e repassada ao MEC, o Ministério é responsável pelas regras e procedimentos dos seus três programas de acesso e financiamento da educação do Ministério da Educação – Sisu, Prouni e Fies.

Senha – Um único serviço relacionado ao Enem permanece no Inep mesmo após o repasse das notas ao MEC: a recuperação de senha. As três políticas públicas de educação que usam as notas do Enem também usam a senha do Enem. Esse formato evita que os interessados tenham que criar uma senha diferente para cada programa. É por isso que, em caso de esquecimento da senha, é preciso retornar ao Sistema Enem, acessar a Página do Participante e clicar em “Esqueci minha senha”.

O procedimento é simples e o Inep tem Orientações para Recuperação de Senha além de atendimento personalizado no Fale Conosco (Autoatendimento e 0800 616161). Além do passo a passo que detalha cada etapa das duas opções de recuperação (Esqueci a senha / Esqueci a senha e não tenho acesso ao e-mail cadastrado), este ano o Inep preparou mais um material com dicas: um vídeo tutorial. As dicas estão ajudando quem esqueceu a senha ou quem esqueceu a senha e não tem acesso ao e-mail cadastrado. Nos cinco primeiros dias de divulgação dos resultados do Enem, o número de solicitações de alteração de senha caiu 63%, de 128 mil para 47 mil, quando se compara 2018 e 2019.

Brasília (DF), 23/01/2018