No dia 30 de outubro, os eleitores de três municípios do Rio Grande do Sul (Cachoeirinha, Cerro Grande e Entre Rios do Sul) escolherão seus novos prefeitos e vice-prefeitos, já que os eleitos em 2020 tiveram seus mandatos cassados pela Justiça Eleitoral. A definição da data obedece ao disposto no art. 1º, §3º, da Res. TSE nº 23.280/2010, e acontece, simultaneamente, com o segundo turno das Eleições Gerais de 2022.

Cachoeirinha é a sede da 143ª Zona Eleitoral e conta com 104.314 eleitores, divididos em 276 seções eleitorais que serão alocadas em 35 locais de votação na cidade.

Os candidatos são: Cristian Wasem Rosa e Delegado João Paulo Martins – Cachoeirinha Um Novo Tempo (MDB/PP/PDT/Republicanos/Avante); David Almansa e Ester Ramos – A Esperança vai mudar Cachoeirinha (Federação Brasil da Esperança – Fé Brasil (PT/PcdoB/PV)/Federação PSOL-REDE);e Dr. Rubinho e Prof. Jack Ritter – Aliança Mais Cachoeirinha (União Brasil/ Federação PSDB-Cidadania/Solidariedade/PSC/PTB/PL/Podemos/PSC/Patriota/PRTB).

O novo pleito ocorre devido à cassação dos diplomas de Volmir José Miki Breier e Maurício Rogério Tonolher, prefeito e vice-prefeito, respectivamente, por decisão do Pleno do TRE-RS, em sessão realizada no dia 19 de abril deste ano. Também foi declarada a inelegibilidade de Breier para as eleições que se realizarem nos oito anos subsequentes ao pleito de 2020.

Cerro Grande pertence à 64ª Zona Eleitoral (Rodeio Bonito), e tem 2.579 eleitores. São oito seções, distribuídas em quatro locais de votação.

Os candidatos são: Alvaro Decarli e Givanildo José Cenci ambos do PP; e Gilmar Benedette e Albino João Orso, ambos do PDT.

O novo pleito ocorre devido à cassação dos diplomas de Valmor José Capelett e Gláucia Regina Brocco, prefeito e vice-prefeita, respectivamente, por decisão do Pleno do TRE-RS, em sessão realizada no dia 26 de abril deste ano.

Entre Rios do Sul pertence a 168ª Zona Eleitoral (São Valentim), e tem 2.661 eleitores. São nove seções, distribuídas em cinco locais de votação. Por consenso, só uma chapa concorrerá nas eleições: Irson Milani e Adenilto Conti, ambos do PDT.

O novo pleito ocorre devido à cassação dos diplomas de Jairo Paulo Leyter e Auri Luiz Vassoler, por decisão do Pleno do TRE-RS, em sessão realizada no dia 20 de maio. Também foi declarada a inelegibilidade de Leyter para as eleições que se realizarem nos oito anos subsequentes ao pleito de 2020.

A ordem de votação na urna será: governador, presidente e prefeito, conforme a Resolução do TSE nº 23.669.

Fonte: TRE RS

Compartilhe essa notícia: