Nesta terça (08) começa mais uma edição do Porto Verão Alegre. E o primeiro dia já apresenta cinco atrações, Pois é, vizinha…, Gaita na Fábrica, Tremor, La Tempestad de Intrigas, às 21h e às 20h, O Sertão em Mim.

Os ingressos são R$40, no horário do espetáculo, mas são oferecidos descontos para diversos grupos e  também para a compra antecipada, confira no site.

Pois é, vizinha…

Há 20 anos, o primeiro Porto Verão Alegre tinha Deborah Finocchiaro no palco com a peça “Pois é, vizinha…”, único espetáculo presente em todas as edições do festival. E nesta terça-feira (08), no primeiro dia do festival, o público tem mais uma oportunidade de conhecer a história de Maria.

A personagem é uma dona de casa trancafiada em casa pelo marido, obrigada a suportar o cunhado semi-paralítico e tarado, entre outros problemas. Um dia,  ela encontra uma oportunidade para desabafar, a vizinha do prédio da frente. A comédia é usada como ponte para mostrar as situações trágicas e recorrentes do cotidiano, tais como: a violência doméstica contra a mulher, a hipocrisia que permeia tantos casamentos e relações.

Local: Centro Histórico-Cultural Santa Casa

 

Gaita na Fábrica

Novo trabalho de Renato Borghetti e seu quarteto, o Gaita na Fábrica foi gravado inteiramente no espaço da “Fábrica de Gaiteiros,”, projeto cultural capitaneado pelo músico.  O espetáculo apresenta 12 gravações inéditas do Renato Borghetti Quarteto, fruto de experiências, andanças, viagens e relacionamentos ao longo do tempo.

Para esta primeira noite, não restam lugares no Theatro São Pedro, mas ainda estão disponíveis ingressos para quarta e quinta-feira.

Local: Theatro São Pedro

 

Tremor

Texto da jovem dramaturga alemã Maria Milisavljevic, apresenta o Século XXI com paisagens caóticas de violência e miséria. O espetáculo discute a existência e a percepção fragmentada e formatada por horas diante de telas.

Neste caos, com a pergunta de como narrar a história, a peça se apoia no jogo entre artistas e espectadores na ideia de compor, de forma compartilhada novos mundos.

Local: Sala Álvaro Moreyra

 

La tempestad de intrigas

Descrita como “um mergulho criativo realizado por um coletivo de artistas na obra do diretor espanhol Pedro Almodóvar e no gênero melodramático”,  a peça começa com o velório de um homem rico, que deixou viúva e herdeiros, além de amante e uma filha bastarda, que são expulsas do funeral.

O testamento revela o congelamento de bens, deixando a família desesperada. Um plano de vingança. Mulheres desesperadas por amor. Uma repórter sensacionalista. Pessoas desesperadas por atenção e reconhecimento. Um assassino de aluguel. Uma criança abandonada. Um filho desaparecido encontrado. O reencontro de dois irmãos. Um casamento por interesse. São alguns dos elementos da obra.

Local: Teatro do Sesc

O Sertão em mim

Em um monólogo livremente inspirado em Grande Sertão: Veredas, Riobaldo revive a sua história e coloca em xeque  diversos pontos de questionamento sobre o ser humano e o mundo. Ele é sempre assombrado pela possível existência do demônio.

A trilha sonora foi composta originalmente para o espetáculo por Paulo Arenhart, propondo um diálogo constante com o personagem. É a única peça que estreia nesta terça-feira e começa às 20h.

Local: Instituto Ling

 

Foto: Fabrício Simões