Entre os dias 20 e 22, a Cinemateca Capitólio apresenta sessões especiais para o encerramento da programação de cinema 2019. Os últimos dias da mostra 1939: O Ano de Ouro de Hollywood apresenta a reprise do clássico E o Vento Levou, de Victor Fleming; O Paraíso Infernal, de Howard Hawks; e um trio de obras-primas do mestre John Ford: No Tempo das Diligências, Ao Rufar dos Tambores e A Mocidade de Lincoln.

A programação integra as atividades do Natal Alegre 2019 e exibe doze clássicos lançados no ano em que marcou o apogeu da era dourada do cinema clássico norte-americano. Os ingressos estarão disponíveis na bilheteria da Cinemateca com o valor de R$ 10.

Projeto Raros – Na sexta-feira, 20, às 20h, a última edição de 2019 do Projeto Raros apresenta a obra do realizador italiano Nanni Moretti, que completou o trigésimo aniversário este ano: Palombella Rossa (Itália/França, 1989, 90 minutos, digital). A sessão será comentada pelo programador Leonardo Bomfim e pelo crítico e pesquisador Cristian Verardi. O filme conta a história de Michele (Nanni Moretti), um jogador de polo aquático e um dos líderes do Partido Comunista da Itália que sofre um acidente e perde a memória. Na piscina, durante uma competição, ele lidará com os fragmentos dos fantasmas do passado e do presente. É o último filme em que o diretor interpreta seu alter ego, Michelle Apicella, presente em cinco das suas primeiras obras.

E Então Nós Dançamos – A Cinemateca Capitólio apresenta, no sábado, 21 às 14h, a pré-estreia do filme sueco de Levan Akin, onde o jovem Merab treina uma dança tradicional georgiana no Georgian National Dance Ensemble com sua parceira Mary. Quando se junta ao grupo o carismático e descontraído bailarino Irakli, Merab se sente ameaçado, e também atraído por aquele que se tornará uma fonte de rivalidade e desejo. Em um cenário conservador e tradicional, Merab terá que se libertar e impor sua identidade. A obra entra em cartaz em janeiro. A sessão de O Filho de Frankenstein, previamente divulgada no mesmo horário, não será realizada.

Vitalina Varela – No domingo, 22 às 20h, a última sessão do ano apresenta o mais novo filme do diretor Pedro Costa, Vitalina Varela (124 min., 2019, Portugal, DCP). O filme retrata a história de Vitalina Varela, 55 anos, cabo-verdiana que chega a Portugal três dias depois do funeral do marido. Há mais de 25 anos que Vitalina esperava o seu bilhete de avião.

O Natal Alegre 2019 tem patrocínio de Trilegal, Cyrela, Motormac, Center Shop, Aldo Magazine, OAB RS e Porto Alegre Airport. Conta com apoio de Acomac, Sindicov, Fenabrave, Abrasel, Convention Bureau, Sescon-RS, Sincopeças-RS, Fetransul, Sulpetro, Aehn, Lide, Adce, Setcergs, Agas, Seprogrs, Abrasce e Sinepe. Realização do Sindilojas POA, CDL POA, Sistema Fecomércio, Sesc/Senac, Shopping Total, Sindha, ACPA e Prefeitura Municipal de Porto Alegre.

Ingressos
Mostra 1939: R$ 10
Projeto Raros: entrada franca
E Então Nós Dançamos Vitalina Varela: R$ 16

Sessões e horários de 20 a 22 de dezembro

Sexta-feira, 20
14h – O Morro dos Ventos Uivantes
16h – Heróis Esquecidos
18h – O Filho de Frankenstein
20h – Projeto Raros: Palombella Rossa, de Nanni Moretti

Sábado, 21
14h – E Então Nós Dançamos
16h – …E O Vento Levou
20h – O Paraíso Infernal

Domingo, 22
14h – No Tempo das Diligências
16h – A Mocidade de Lincoln
18h – Ao Rufar dos Tambores
20h – Sessão especial de encerramento do ano: Vitalina Varela, de Pedro Costa.

Reportagem: Paula Meza / PMPA

 Foto: SMC/PMPA