Na última segunda-feira (3), o Senado Federal aprovou a Medida Provisória 871, que viabiliza um pente-fino para coibir fraudes nos benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Além da revisão de benefícios previdenciários, a MP exige o cadastro do trabalhador rural e restringe o pagamento de auxílio-reclusão aos casos de cumprimento da pena em regime fechado.

Também na segunda-feira, governadores do PSDB, incluindo o gaúcho Eduardo Leite, se reuniram no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, onde defenderam a manutenção dos estados e municípios na proposta de Reforma da Previdência que tramita no Congresso Federal.

Neste contexto, o programa Cruzando as Conversas desta terça-feira (4) convidou para debater a efetividade da MP 871 e a importância da inclusão de estados e municípios na reforma da previdência o empresário e professor da ESPM Camilo Bornia, o sociólogo, professor e assessor do senador gaúcho Paulo Paim, Ottmar Teske, o MBA em governança corporativa e mestre em gestão empresarial Paulo de Tarso e o diretor do Sindisprev RS Thiago Manfroi.

Confira o debate na íntegra: