O primeiro brasileiro com bolsa de estudos para jogar League of Legends (LoL) nos Estados Unidos é gaúcho e ele já chegou em solo norte americano. Giordano Pereira, de 20 anos, recebeu bolsa de estudos, de quatro anos, no curso de Estudos Interculturais, da universidade Missouri Valley College, no Estado do Missouri, nos Estados Unidos.

League of Legends é um jogo online do gênero Multiplayer Online Battle Arena (Arena de Batalha de Multijogadores Online, em tradução livre) em que duas equipes de cinco jogadores enfrentam-se com o objetivo de destruir o Nexus, a base do time adversário. Cada participante cumpre uma função diferente na busca do objetivo.

Giordano, ou Gikko, como é conhecido no LoL, conta que a oportunidade surgiu de forma inusitada. “Um cara em um grupo do Facebook estava dizendo que os interessados deveriam chamá-lo no chat privado”, comenta. Giordano havia trancado a faculdade ao início do semestre e sentiu que não tinha nada a perder e, mesmo sem acreditar muito, deu certo.

“Foi complicado, muita burocracia que foi salva pois quem me indicou para a bolsa foi uma empresa que está acostumada a fazer intercâmbio de jogador de futebol. Eles deixaram o caminho bastante livre nessa parte”, explica Giordano sobre o processo de seleção. Ele comenta que precisou comprovar proficiência no idioma através da prova TOEFL e enviar vídeos de partidas que participou. Além disso, houve uma conversa com o técnico e o gerente da equipe que durou em torno de duas horas para que os dois conhecessem bem o jogador e seu perfil.

“Muita gente joga bem e fala inglês, acredito que meu diferencial, que era o que eles buscavam, era alguém que pudesse ser um líder do time”, aponta. No Brasil, Giordano era técnico, gerente e jogador de sua equipe, além de conciliar tudo isso com os estudos. Por isso, acreditava não conseguir desempenhar 100% nenhuma das funções. “Aqui eu sei que eles prezam que eu consiga desempenhar minhas funções no jogo e nos estudos, então terei o apoio necessário para isso”.

“Meu objetivo primário é ir aos playoffs para quitar a bolsa 100%, a minha atual é de 70%”, explica. A Riot Games, empresa desenvolvedora e distribuidora do LoL, oferece auxílio aos bolsistas caso o time esteja bem colocado nas competições.

Giordano diz que sentirá saudades dos familiares e amigos que ficaram em Porto Alegre. “Até trouxe um botton do Rio Grande do Sul para representar”. Apesar disso, está muito ansioso para começar de vez os estudos e os jogos. “Posso ir em alguma convenção grande por aqui, conhecer alguns ídolos meus, assistir a um jogo de baseball, as possibilidades são infinitas”, conclui.

Gikko pretende manter os amigos, e demais interessados, atualizados através das redes sociais. Foto: Reprodução/YouTube

Ele começou uma série de vídeos no YouTube, além de stories no Instagram, para quem quiser acompanhar os desafios e atividades destes quatro anos de universidade e muito LoLzinho. No YouTube o canal dele pode ser acessado por aqui e o Instagram dele é o @zeogikko.

Foto: Reprodução/Facebook