O que é “nova política”? Ainda que a expressão tenha se tornado corrente, o fato é que continua extremamente vaga. Tornou-se pau para toda obra, ilustrando discursos dos mais variados. Ela começou a ser usada lá atrás, quando Marina Silva pretendia se apresentar como opção que fugisse da mesmice supostamente representada pela disputa entre PSDB e PT. Não demorou para o eleitorado descobrir que ela também era “mais do mesmo”.

Marina Silva trocou de legendas, se filiou sem convicção apenas para disputar uma eleição e, por pura sanha de protagonismo, coronelizou o partido que criou. Por onde andou, impôs suas vontades, acusando os discordantes de praticar “velha política”, uma expressão tão vaga quanto a da “nova política”.

Toda essa introdução para chegar ao meu entrevistado de ontem no programa “Cruzando as Conversas”, que ancoro na RDC TV. Como devemos classificar Carlos Marun, ex-ministro do governo Michel Temer? Seria ele um integrante da “velha política”? E aqui me refiro a alguém que defende enfaticamente um ex-presidente amplamente rejeitado.

Quem assistir a entrevista de Marun, verá que ele não está interessado em aplausos fáceis, muito menos no amor do público. Se define como um “homem de palavra” e fala sem receio sobre temas espinhosos. Afirmou que Marcelo Bretas, juiz responsável pela Lava-Jato no Rio de Janeiro, deveria responder na Justiça pela decisão de mandar prender Temer. Também defendeu a utilização das emendas parlamentares, instrumentos legislativos que tem sido alvo de severas críticas pela sociedade.

Marun se expõe e se exalta, o que é cada vez mais incomum entre os integrantes da nova geração de políticos. Seja lá o que ele pense, é preciso reconhecer a força de sua personalidade. Ter convicção é “novo” ou “velho”? Convido você a tirar suas conclusões acompanhando a íntegra da entrevista.

 

Guilherme Macalossi é formado em direito pela Universidade de Caxias do Sul. Cursou jornalismo na Universidade do Vale do Rio dos Sinos. É jornalista, redator e radialista, com passagens por vários veículos de comunicação. Na RDC TV, é comentarista no Jornal da RDC TV e apresenta o programa “Cruzando as Conversas”, sempre de segunda a sexta às 22:30.