A 2ª fase da Operação Integrada Metropolitana, iniciou no começo da tarde de quinta (14), encerrou à noite. Ação foi realizada em conjunto das forças de Segurança Pública do Estado. Foram 21 pessoas presas e dois menores apreendidos.

As atividades ocorreram nos 34 municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre. Foram 4.843 pessoas abordadas, 2.842 veículos fiscalizados, 13 armas apreendidas e 7,7 quilos de maconha, também foi recolhido R$ 97,3 mil de origem não comprovada.

A mobilização envolveu cerca de 900 agentes e mais de 300 viaturas, além do efetivo da cavalaria que vistoriou 157 pontos. Ainda teve o reforço de um helicóptero da Brigada Militar para ampliar o alcance da ação.

“A operação integrada faz com que o cidadão se sinta protegido e verifique a ostensividade do que está sendo feito porque, assim, passa a perceber esse nosso trabalho de integração das forças na defesa da população”, afirmou o coronel Marcelo Gomes Frota, secretário adjunto da Segurança Pública.

 

Foto: Divulgação Polícia Civil

A operação

O Gabinete de Gestão Integrada da Região Metropolitana de Porto Alegre (GGIMPOA) coordenou a 2ª fase da  Operação Integrada Metropolitana, dentro do programa RS Seguro. Além da Polícia Civil, também participaram a Brigada Militar, Corpo de Bombeiros, Departamento Estadual de Trânsito (Detran-RS), Instituto-Geral de Perícias (IGP), Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), Guardas Municipais, agentes de trânsito e de fiscalização dos municípios, além de equipes federais do Exército, Polícia Rodoviária Federal e Força Nacional de Segurança Pública.

O patrulhamento ostensivo também realizou barreiras de trânsito eações de abordagens em áreas comerciais, proximidades de agências bancárias e paradas de ônibus.

 

Foto: Divulgação Polícia Civil