Entre outubro e novembro de 2018, os casamentos homoafetivos tiveram um crescimento de 65%, segundo a Associação dos Registradores de Pessoas Naturais.

O período coincide com a eleição do presidente Jair Bolsonaro. Quando Bolsonaro ainda era candidato, ele já havia se manifestado contra os casamentos homoafetivos.

Temendo mudanças na legislação, muitas pessoas buscaram oficializar a união mais rápido do que estavam planejando.

 

Foto: Matheus Bonez/ RDC TV