Na manhã desta segunda (11), a Operação Xeque-Mate da Polícia Civil cumpriu 20 mandados de busca e apreensão e cinco mandados de prisão preventiva. A ação realizada pela 2ª Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa tem o objetivo de combater a violência propagada na disputa pelo tráfico entre dois grupos criminosos.

Segundo a delegada Roberta Bertoldo, os mandados judiciais estão relacionados a dois fatos de relevância social ocorridos na Capital. O primeiro deles, é o homicídio de um frentista em um posto de combustíveis, no bairro Jardim Botânico, ocorrido em dezembro de 2018.

“A investigação constatou que a vítima, ao se desvincular da facção criminosa a que pertencia e integrar grupo rival, passou a ser ameaçada até sua execução. Foram identificados os quatro executores, todos com antecedentes por tráfico de drogas e homicídios.”

O segundo caso se trata do Triplo Homicídio, ocorrido no Bairro Cidade Baixa em janeiro, o qual além de três vítimas fatais deixou outras três pessoas feridas. A delegada explica sobre a motivação dos crimes.

“Durante as investigações verificou-se ter sido orquestrada uma ação criminosa cuja motivação se centra na rivalidade de duas facções criminosas. A busca pelo lucro cada vez maior nos negócios ilícitos motivou o fato que, além de atingir o alvo principal, também terminou por alcançar terceiros”.

Depois do crime ocorreram outros atentados no prédio onde mora um dos integrantes de um dos grupos criminosos, isso desencadeou mais divergências.

“No transcurso do inquérito foram identificados seis indivíduos, que foram os executores e envolvidos no planejamento, todos com antecedentes por tráfico de drogas, roubo e homicídios”, complementou a delegada.