Tricolor renova 150 cadeiras do Conselho Deliberativo em eleição no sábado (24). Foto: Rodrigo Fatturi/Grêmio

O processo eleitoral do Grêmio teve início no sábado (24) com a renovação de 150 vagas no Conselho Deliberativo do clube. O tricolor tem ainda, até o final do ano, três datas de votações, sendo que apenas uma envolve os sócios. A definição para o próximo presidente do tricolor deve ocorrer entre novembro e dezembro.

Quase 13 mil sócios participaram da votação de sábado e três chapas ultrapassaram os 15% da cláusula de barreira para eleger conselheiros. As chapas 1, 7 e 8 tiveram 19,42%, 22,99% e 21,49% respectivamente. A Chapa 1, apoiada por Danrlei, colocou 46 conselheiros e nove suplentes no CD. Já a Chapa 7, de Odorico Roman, elegeu 54 conselheiros e 11 suplentes. A Chapa 8, de Alberto Guerra, terá 50 representantes e dez suplentes.

Com a renovação do Conselho Deliberativo, o próximo passo no processo eleitoral do Grêmio é a eleição da mesa diretora do CD, onde apenas os conselheiros votam, em 17 de outubro. No dia 26 do mesmo mês, ocorre o 1º turno para a escolha do presidente em que, novamente, a votação é realizada pelos conselheiros. Para finalizar o calendário, em 5 de novembro (pode ser alterado para 12 de dezembro) os sócios poderão escolher o novo presidente entre as chapas que ultrapassarem a cláusula de barreira, ou seja, 20% dos votos no conselho.

Compartilhe essa notícia: