Das seis medalhas que o Brasil já garantiu no Pan-Americano de Judô, em Lima, duas tem sotaque gaúcho. Os atletas da Sogipa Natália Brígida e Daniel Cargnin foram prata e ouro, respectivamente.

Nesta quinta-feira (25), Natália venceu três lutas no torneio, pela categoria ligeiro feminino, até 48kg. Na final, ela encarou a campeão olímpica, Paula Pareto, da Argentina, e ao foi acabou perdendo por estrangulamento. Mas o desempenho foi o suficiente para garantir a prata.

Foto: Confederação Brasileira de Judô/ Twitter

 

Daniel subiu no topo do pódio também nesta sexta-feira (26), ouro inédito para a categoria meio-leve do Rio Grande do Sul. Ele já acumulava dois vice-campeonatos. Na final, nem a torcida a favor do anfitrião, Juan Postigos foi o suficiente para impedir o ippon que garantiu a vitória brasileira.

Além dos atletas da Sogipa, Larissa Pimenta também garantiu o ouro para o Brasil. Rafaela Silva e Eric Takabatake trouxeram a prata e Sarah Menezes conquistou o bronze.

 

Foto: Confederação Brasileira de Judô