O Internacional venceu o Cruzeiro por 3×1 no Beira-Rio neste domingo (12). Foi a segunda vitória colorada no Brasileirão 2019.

O Cruzeiro assustou logo no início da partida, Fred tocou para Thiago Neves, sozinho,  dentro da área. O meia não pegou bem na bola, que passou perto da trave direita de Marcelo Lomba.

Na sequência, Nico fez uma boa jogada pela esquerda e tentou tocar para Nonato. Dedé se antecipou, mas no desarme, a bola tocou no braço  do zagueiro. Os colorados reclamaram de pênalti,  mas a arbitragem não deu.

Aos 30 minutos, o ex-gremista Pedro Rocha calçou D’Alessandro, falta. Após muita discussão sobre a posição da barreira, Paolo Guerrero cobrou, a bola bateu na barreira, no travessão e sobrou para Nonato abrir o placar.

Os mineiros não demoraram para empatar. Thiago Neves cobrou falta e Dedé, em posição duvidosa, chegou na frente de Moledo e deixou tudo igual.

O Inter marcou o segundo com Guerrero. D’Alessandro lançou Nico, mas o goleiro do Cruzeiro se adiantou, no rebote o argentino chutou, a bola bateu na defesa e sobrou para o centroavante peruano colocar o colorado em vantagem.

A chance para ampliar veio quando Nonato foi derrubado na área. D’Alessandro cobrou o pênalti,  mas bateu para fora.

O time de Odair ainda ampliou. Sonia cobrou uma falta de longe, a bola bateu na trave e, desta vez, foi Moledo quem se antecipou a Dedé e mandou para o fundo da rede.

No final, os mineiros ainda tiveram a chance descontar com Sassá, que chutou dusas vezes, mas parou em Lomba.

Antes de acabar o jogo, Edílson  acertou  Nico López no rosto. Cartão vermelho para o ex-jogador do Grêmio. O uruguaio ficou inconformado e precisou ser contido após o apito final.

Com o resultado, o Inter soma seis pontos, quatro a menos que o líder,  Palmeiras.

 

Foto: Ricardo Duarte/ Inter