O Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) está coordenando uma ação nacional de combate à exploração sexual e à pornografia infantil. A Operação Luz na Infância, no Rio Grande do Sul, está sendo realizada com a participação Polícia Civil.

Foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão nos municípios de Alvorada, São Leopoldo, Passo Fundo, Cachoeirinha e Pelotas. Durante as ações, quatro pessoas foram presas e diversos objetos de prova foram apreendidos, como computadores, HDs, pendrives, CDs e outras mídias.

Os alvos foram identificados pela Diretoria de Inteligência da Secretaria de Operações Integradas do MJSP, com base nas investigações feitas em ambientes virtuais e  repassado às Polícias Civis dos estados, em especial às Delegacias de Proteção à Criança e ao Adolescente e de Repressão a Crimes Informáticos.

Os órgãos policiais fizeram levantamentos de locais, relatórios de serviço, instauração de inquéritos policiais e representação de mandados judiciais.

 

Operação nacional

A ação foi realizada simultaneamente nos 26 estados do país e no Distrito Federal, mobilizando um efetivo de mais de 1500 policiais, e são decorrentes da cooperação mútua entre a Diretoria de Inteligência e a Diretoria de Operações, ambas vinculadas à Secretaria de Operações Integradas do MJSP.

A operação contou com a participação da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, por meio da Adidância da Polícia de Imigração e Alfândega em Brasília (US Immigration and Customs Enforcement-ICE), oferecendo cursos e capacitações que subsidiaram as quatro fases da Operação Luz na Infância.

 

Ação no Estado

No Rio Grande do Sul, participaram das atividades policiais civis do Departamento Estadual de Proteção à Grupos Vulneráveis (DPGV), do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM) e do Departamento de Polícia do Interior (DPI), além de peritos do Instituto Geral de Perícias (IGP).

 

Foto: Divulgação Polícia Civil