| Redação RDC TV |

Manifestantes protestam desde o final da manhã desta sexta-feira (20) em frente ao supermercado Carrefour, no bairro Passo D´Areia, em Porto Alegre, contra a morte de João Alberto Silveira Freitas. A Polícia Civil investiga o crime.

Com cartazes e buzinaços, o grupo pede justiça. O caso aconteceu na noite de quinta-feira (19), quando Freitas foi imobilizado por dois homens que estavam no local. Os agressores foram identificados como Magno Braz Borges e Giovane Gaspar da Silva, presos em flagrante por homicídio doloso (quando há intenção de matar). A defesa dos dois homens afirmou que não vai se pronunciar.

Em nota à imprensa, o grupo Carrefour afirmou que “romperá o contrato com a empresa que responde pelos seguranças que cometeram a agressão” e que “o funcionário que estava no comando da loja no momento do incidente será desligado”. 

Um novo protesto está previsto para às 18h desta sexta-feira, em duas unidades da rede de supermercados: na avenida Plínio Brasil Milano, na zona Norte, e na rua Albion, na zona Leste de Porto Alegre.

Compartilhe essa notícia: