Um grupo de motoristas de aplicativo realizou uma carreata em homenagem a um motorista que foi encontrado morto no último fim de semana. A manifestação foi realizada nesta segunda-feira, 23, com partida no Largo da EPATUR e ponto de chegada no Cemitério Jardim da Paz na Zona Leste de Porto Alegre, local em que Sidney Moreira, de 41 anos, foi sepultado.

Sidney trabalhava com o aplicativo há cerca de seis meses e desapareceu na noite de sexta-feira, 21. O corpo só foi encontrado na manhã de domingo, 22. A principal linha de investigação é de latrocínio, o roubo seguido de morte. Foram encontrados sinais de violência no corpo e não havia dinheiro nem o celular da vítima por perto. Na cena do crime ainda havia cápsulas de armas de fogo espalhadas pelo chão.

Além da homenagem ao colega, a carreata era em protesto contra as medidas tomadas pelo Prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan, que retirou três emendas da lei dos aplicativos.